quarta-feira, 18 de março de 2009

Das minhas vaidades

Outro dia descobri um post em um blog esculhambando o HTP. Uma vez por mês, mais ou menos, dou uma busca no google por "homem é tudo palhaço" pra saber o que andam falando de mim por aí. Descubro de um tudo, mas não publico pra não incentivar a difamação do meu nominho. Mas, como era sobre o blog e ele gongava também as meninas, copiei e colei o post com indicação do link e enviei por e-mail pra elas.

Narita, safada impagável, não aguentou e zoou o catiço. Bom, já que ela explanou, vou me vangloriar: ele me definiu como "velha chata". Caralhos, tô metidona, aê, finalmente reconheceram meu valor. Sou uma velha chata, rapá! Se mete comigo não, rapá!

Pena que algum estraga-prazeres disse pra eu descer do queijo que ainda não cheguei lá: o reconhecimento de idiota não vale, tenho que continuar me superando até alcançar a Ilha de Caras. Só posso me sentir quando minha foto estiver estampada na capa da revista, de maiô catalina (indumentária adequada a uma velha chata), sorridentemente refastelada em uma espreguiçadeira com um drink na mão e, abaixo, os leitores puderem ler: Velha chata, Roberta Carvalho descansa na Ilha de Caras. Aí sim terei tido o reconhecimento que mereço e posso ficar besta.

Ai, que vida dura.

4 comentários:

danielroma disse...

A culpa é sua, velha chata! Se ninguém lesse o HTP não teria graça esculhambar.

;)

Eugenia disse...

Vou montar uma comu: eu sou uma velha chata! Vai bombar!

Marcia disse...

Ahahaha...minha mãe usava maiô Catalina.

Roberta disse...

Adorei a idéia da comunidade, Eugenia!