quinta-feira, 12 de março de 2009

A vida é bela, mas às vezes é uma merda

Sexta-feira passada eu não saí, porque tinha que acordar cedo no sábado. Tinha combinado com a minha irmã de ir ajudar a arrumar a mudança delas. Humpf. Que mudança que nada. Quando cheguei lá minha mãe tinha levado um tombo e pediu pra ir ao hospital. Ela caiu em cima da cama, que quebrou. Minha mãe odeia e tem pavor de médicos, pra pedir pra ir ela devia estar com muita dor. Fomos.

Depois de trocentos raios-x, o dr. Rodrigo, ortopedista da emergência chegou a conclusão que minha mãe tinha tido três fraturas na clavícula. Segundo ele, não foi onde as pessoas costumam quebrar o osso, mas mais no meio do peito, perto do externo. Avisou que era uma fratura muito rara e grave, que normalmente haveria indicação para cirurgia, mas no caso da minha mãe, velha e frágil, não era indicado.

Levei a velha pra casa com o braço imobilizado por uma tipóia. Ela vai ficar um mês assim, mas deve ir acompanhar o estado da fratura toda semana. Acabei ficando lá até tarde e não saí sábado também.

No domingo, tinha uma festa para ir, mas minha irmã ligou pedindo pra eu ficar com nossa mãe, pra ela tocar a função da mudança. Na hora do almoço, trouxe ela para minha casa e veio buscar às 23h.

Acabei passando o fim-de-semana todo nesta função. Fiquei muito triste de ver minha mãe tão frágil, perceber a vida dela se esvaindo e ela nem aí. Estou muito triste, mexida.

6 comentários:

Anônimo disse...

Roberta, pense que pelo menos você está fazendo o máximo que pode por ela, dando carinho e isso conta. Sua mãe pode nem conscientemente perceber isso, mas no fundo ter esse apoio faz toda diferença, ainda mais nessa fase da vida dela. Bj, maria Borges, de Sampa.

Anônimo disse...

Perdão, escrevi meu nome errado: Mariana Borges. Tá vendo que não é só vc que está desorientada? :-P

Roberta disse...

Mariana, eu sempre acho que não fiz o suficiente, mas obrigada pela força.

Eu Mesma disse...

Sua irmã vai se mudar? Sua mãe vai morar sozinha?? E os gatos ficam com quem?

Flavia Lima disse...

Estou aqui sempre torcendo por sua mãe, garotona... Sempre, sempre!
Bjs e se cuida!

Roberta disse...

Minha mãe vai com a minha irmã, os gatos também.

Beijos e obrigada pela torcida, meninas.