segunda-feira, 4 de maio de 2009

Saudade...

O meu amor me deixou
Levou minha identidade
Não sei mais bem onde estou
Nem onde a realidade

Ah, se eu fosse marinheiro
Era eu quem tinha partido
Mas meu coração ligeiro
Não se teria partido

Ou se partisse colava
Com cola de maresia
Eu amava e desamava
Sem peso e com poesia

Ah, se eu fosse marinheiro
Seria doce meu lar
Não só o Rio de Janeiro
A imensidão e o mar

Leste oeste norte e sul
Onde um homem se situa
Quando o sol sobre o azul
Ou quando no mar a lua

Não buscaria conforto nem juntaria dinheiro
Um amor em cada porto
Ah, se eu fosse marinheiro.


Na voz de Adriana Calcanhoto...

7 comentários:

angelagolds disse...

A melhor música que eu poderia estar ouvindo atualmente!

Roberta disse...

Angela, o vizinho da minha mãe tava ouvindo esta música nas alturas quando cheguei na casa dela e lembrei de uma certa época da minha vida. Chorei mais ainda.

Taísa disse...

Ah, mas esta música é a cara do blog, Roberta!
Acredita que, pelo menos eu, tb fico com saudade?
Beijos!

angelagolds disse...

Por aqui ela anda no repeat desde sábado de noite e deve continuar por tempo indeterminado...

Márcia disse...

Vc adora essa música, né? Qdo ouço, sempre lembro de vc...
Beijos!

Eugenia disse...

eu tb lembro de vc, assim como a Márcia, pq vc já a postou no blog.
estou mt mt curiosa... quinta nos falamos disfarçadamente...risos...
beijos!
ps: aquele taxista é tudo! "se a sra. fosse feia eu ñ falava nada!" adorei!

Roberta disse...

Taísa, sim, a cara do blog e a minha cara. É a minha música. Ah, se eu fosse marinheiro...

angelagolds, tô cantando ela mentalmente desde domingo. Até postei no meu perfil no Orkut.

Adoro Marcia, sempre levanta meu astral.

Eugenia,tá curiosa? Me liga amanhã à noite em casa ou manda um e-mail de dia que te conto tu-di-nho.

Menina, era ótemo o taxista. E olha que ele até que dava um caldo. :P