segunda-feira, 25 de maio de 2009

Segunda-feira estranha

Hoje perdi a hora e acordei atrasadíssima. Sabe quando vc desliga o despertador sem nem perceber e dorme gostoso? Pois é. Acordei com algum barulho na rua quase na hora que deveria chegar no trabalho. Tudo bem, é a vida. Me arrumei rápido, mas sem correr. Apenas pulei etapas, como meus cremes e o pão. Tomei apenas café puro e saí.

Tô no ponto e nada de ônibus. Demorando pra caralho. Daí vejo um homem cambaleante atravessando a rua. Quando chegou na calçada ele deitou. Ficou alguns instantes e levantou de novo. Ao chegar no ponto de ônibus ele parou, olhou pra todo mundo e abaixou as calças. Que coisa, começar a semana vendo o pau de um mendigo bêbado.

Um trabalhador da obra do Cores da Lapa, do outro lado da rua, começou a gritar "ô cara, veste as calças!". Contrariado, ele se vestiu e foi embora.

Como sempre digo, o mundo é estranho.

4 comentários:

Anônimo disse...

eu ri alto no trabalho...droga!

Helga disse...

Putz.. quase que tenho inveja dessa vida que vc leva no Rio.

Quase.

Roberta disse...

Anônimo, quaquaqua.

Helga, tua vida tá desanimada pra estar com inveja de ver pau de mendigo, hein?
:P

Isso não tem a ver com o Rio, mas com os olhos de quem vê. Vi coisas bizarríssimas em Brasília. Depende de vc se jogar, estar disponível, aberta, andar na rua, prestar atenção nas pessoas, na fala da cidade... é questão de olhar.

Ana disse...

Véi, coisas estranhas ocorrem no Rio!
Aqui no findemundo não tem desses trens. :-DDD