sexta-feira, 26 de junho de 2009

A verdade é que tô triste

Voltando à vaca fria (pobre bovina), eu tava na festa achando que tava tudo bem. Mas quanto mais vestidos eu experimentava e nada me agradava, mais ia percebendo que nada estava bem. Na fila, pagando meu vestidinho meia boca começou a me dar vontade de chorar. Se eu estivesse bem, não compraria aquele vestido.

Na verdade, acho que fui pra Ipanema pensando em depois ir pra casa de O Orientador chorar e ser mimada, mas ela não tava em casa. Resolvi vir pra minha casa, pro meu edredon vermelho, que me acolhe, e minha camisola de gatinhos laranja. Na verdade, há gatinhos verde e pink também, mas todo mundo sabe que os laranja são os melhores.

No ônibus, percebi que a ficha de ter sido reprovada tinha caído e que tava realmente triste. Coisa mais babaca ser reprovada numa carta de apresentação! Nem leram meu projeto, porra. Houve quem me consolasse por sms e telefone, pelo menos não chorei no ônibus. Talvez fosse melhor ter chorado logo, não sei. Ainda não chorei e agora não vai dar. Ia ficar com a cara inchada e não tô a fim.

Mas o negócio é que não tô triste só pelo doutorado. Uma amiga me disse hoje duas coisas que me deixaram triste, talvez magoada. Sei que ela não fez por mal, mas foi péssimo. Não era o dia pra falar aquilo. Na verdade, ela já tinha dito uma coisa estranha outro dia. E uma outra pessoa repetiu algo que eu detesto ouvir. É uma coisa que me irrita e aborrece. Sei que ele também não fez por mal, mas me ofende. É bobagem minha, mas e daí? Tenho o direito de ser boba o quanto quiser.

Como sempre digo, o mundo é estranho, mas vou deixar pra pensar nisso amanhã. Vou tratar de me arrumar linda, linda, linda (não com meu novo vestidinho meia boca, claro) e vou pra pista.

5 comentários:

Graciana disse...

Ramirez, leu comigo o seu post. Agora tira onda com os outros gatos. Laranjas são ótimos e cheios de marra.
Bjs

Roberta disse...

Shaisha, o melhor gato do mundo, era laranja. Eu amo os ruivinhos.

Renata disse...

Sabe q as vezes, coisas simples sem importancia, q as pessoas dizem podem ficar grandes e ofensivas... mas eh pq estamos nao no nosso melhor momento. o importnate eh a gente perceber isso e tentar relevar, e dar importancia ao sentimento q realmente esta nos incomodando.
Roberta, vc eh muito querida por pessoas q nem te conhecem pessoalmente, tava todo mundo torcendo por vc. Mas nao foi dessa vez... uma hora vai ser e ai vc arrasa... a gente sabe disso!
boa sorte!

Eugenia disse...

sim, as pessoas acham q pq têm intimidade podem falar qualquer coisa pra vc.
parentes adoram fzr isso, pois sabem q o vínculo c eles existirá p sempre, é um saco.
vc está triste pq está há mt tempo longe de mim...risos...
deixa Ipanema pra lá, a Graci falou q Santa é q tá com roupitchas maravilhosas. e lá é sempre mais em conta q a zona sul. além de ter coisas exclusivas, pq artisas de santa são preguiçosos e fazem um só vestido de cada vez.

Roberta disse...

Sei de tudo isso, Renata, mas tem horas que bate. Acontece.

Eugenia, já gastei minha cota de compras, se comprar mais vou quebrar e não vou poder tomar cerveja!

Saudade, amiga!