quinta-feira, 9 de julho de 2009

Mas vamos falar de coisas boas?

Ontem foi o primeiro dia de aula do Curso de Extensão Rio, Samba e Cultura Popular, do qual estou participando na Uerj. Já tinha dado aulas esporádicas, mas é a primeira vez que tenho que pensar em um curso, dividir o conteúdo para quatro encontros e, no final, ainda vou ter que ler os trabalhos finais.

Ao mesmo tempo que sei o que tenho pra dizer, não sabia o que dizer. Nos primeiros cinco minutos estava um pouco nervosa, mas depois engrenei e pronto. Igualzinho à minha defesa, quando começo a falar não paro mais. Preparei a aula, mas como falo rápido, o conteúdo que eu tinha preparado acabou e ainda restavam 40 minutos de aula. Começamos um debate e foi melhor ótimo. Só que tenho a sensação de que já falei tudo que tinha pra dizer. Mentira, eu sei.

Adorei a turma, todo mundo interessado. Acho que eles também gostaram da aula, as caras tavam ótimas. Foi tudo uma delícia. Quarta que vem tem mais.

9 comentários:

guetoblaster disse...

agora vai pegar aluno ! inveja ! odeio dar aula

Roberta disse...

Gueto, adorei dar aula.

guetoblaster disse...

prestenção. a ultima aula que eu dei eu levei uma droga de um circulo de fogo, um chicote, e uns banquinhos. o leão sabe a parada aqueles meninos não. desci chicotada no lombo da putda ! não fiquei 1 dia no silvicio de dar aula

Roberta disse...

Gueto, quem mandou torturar as criança tudo? Eu fui simpática e sorridente, contei causos de deambular carioca e quis saber deles. ;)

guetoblaster disse...

era tudo catiço ! tinha nenhuma criança !

Anônimo disse...

Está aí a resposta.

Nossa, como uma pessoa tão nova como vc pode dar aula?

bjs da M.I.

Roberta disse...

Nova como eu? Eu tenho 38 anos!

Helga disse...

Fui à uma entrevista hoje (quinta) e a futura chefa pergunta "fale-me sobre quem é Helga".

Pense no branco.

Eugenia disse...

Ai, amiga! Tô tão orgulhosa de ti. Essas pessoas têm muita sorte de serem suas alunas. Vc é aquela intelectual orgânica, q alia um grande embasamento acadêmico com a verdadeira vivência do objeto (uia!) Qd vc falar, p.ex., de escola de samba, a gente sabe q vc vai na quadra, conhece as pessoas, sabe o samba, luta, trabalha prá escola, divulga...
Um beijo!