quarta-feira, 14 de outubro de 2009

A vida é bela

Cheguei há pouco do lançamento do livro do Ricardo. Foi divertido reencontrar tantos amigos. Acabou que, do grupelho, só fomos eu e O Orientador mesmo, mas mal falei com ele, que também era autor e tava ocupado autografando. Só bebi coca zero. Como diria palhacinho amigo "você tá se sentindo bem?". Sim, resisti ao prosecco.

Estou exausta, hoje não saio de casa de jeito nenhum. Tenho dormido pouco e mal. Cansada do jeito que tô, se tomasse uma taça ia ficar bebada e já tenho pago mico suficiente.

Foi bom vir pra casa cedo: dei uma arrumada, enchi as garrafas dágua, lavei a louça e separei a roupa pra levar pra lavar. Já tô de banhinho tomado e não são nem 22h30! Que delícia. Vou ver se escrevo um pouco, talvez leia um pouco e vou tentar dormir cedo.

Sabe que tenho mais de 10 palhaçadas não redigidas? Infelizmente, já esqueci parte de várias delas. Ai, ai, sou uma dona de circo inadimplente, eu sei.

4 comentários:

Helga disse...

Well, normal. Depois de tanto tempo fora agora tu tá querendo voltar pra dentro de si, ficar na companhia do teu eu interior pessoal.

Roberta disse...

Ai, cara, sabe que é verdade?
Fiquei com saudade da minha casa.

Helga disse...

:)

Viu?

Abraça os gatos (com quem ficaram na tua ausência?), as almofadas, o sofá, a parede.. TEU BANHEIRO!! hahahahah não há wc igual ao seu. :) Lá sim é o momento da verdade, da completa intimidade, que só se tem em casa.

Vou dormir, bejo. :)

P.S.: Vou tranquila pq sei que tu tá bem.

Roberta disse...

Helga, os gatos tão com a minha mãe, minha casa é muito pequena.

Obrigada, querida!

Beijos