quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Império Serrano 2010: João das Ruas do Rio



Vou levar meu samba por aí
Passando pelas ruas
Feliz da vida
Saindo da Misericórdia onde tudo começou
Mistura de raças, a diversidade
No Largo do paço, a primeira cidade
Um encontro com a riqueza de culturas
Julieta na janela esperando seu amor
Pelas ruas do João do Rio
Chegando ao cais a força do estivador

Vem que o Império te leva
Vem recitar poesias em canções
E nos boulevares e vielas
Vem ouvir o canto das favelas

Tem santo pra tudo
É a fé como escudo
Me amparo na lança do Santo Guerreiro
Livros e jornais, pintores geniais
Revistas, cantores e artistas
Ah! E nas ruas do Centro o Carnaval
Cordões, mais um show de alegria
Hoje flanelinhas, ambulantes camelôs
Cenário natural do dia a dia

Numa explosão de emoção
É verde-e-branco essa paixão
É um caso sério
E na Serrinha ecoa a voz de uma nação que diz:
Sou Império!

6 comentários:

Idoca disse...

Ih, assim eu choro...

Roberta disse...

Eu já chorei.

Marcia Dias disse...

Esse enredo é a sua cara...
:)

Roberta disse...

Marcia, pena que esse ano não estou tão animada quanto o de costume.

Eugenia disse...

lindão!

Roberta disse...

Eugenia, meu Império é raiz, herança... e tem magia pra sambar o ano inteiro...