quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

Por falar em cagar

No domingo, quando saí de manhã pro Boitatá tinha uma mendiga cagando no meio das plantas do meu prédio. Enquanto pessoa com prisão de ventre, fiquei até constrangida de incomodar tão importante momento. Passei rápido pra não atrapalhar.

À noite, quando voltei sei lá de qual bloco, haviam dois mendigos dormindo no mesmo local, tinham feito uma casinha de caixas de papelão. Comentei com o porteiro da madrugada "Temos novos vizinhos!".

- São moradores de rua - não, Pedro-bó, é a tua mãe.
- Eu sei, ela tava fazendo cocô de manhã.
- Já avisei que se fizerem sacanagem boto pra fora.
- É carnaval, deixa eles.
- Já avisei, se fizer sacanagem boto pra fora!

É, pode cagar e dormir, só não pode mijar e fazer sacanagem na rua, tá?

***

No dia seguinte tinha movido os vasos de planta pra não dar pra fazerem casinha de papelão. Êita porteiro estraga-prazeres.

2 comentários:

Fernando disse...

Aqui os mijões correm para o mar para descarregar a cerveja e suspeito que caguem na água também.
Sábado fui comprar cerveja antes do bloco e alguém tinha vomitado no corredor do mercado.

Roberta disse...

É carnaval, meu amigo, é carnaval...