terça-feira, 9 de março de 2010

Adoro ser mimada/Tenho alguns dos melhores amigos que alguém pode ter

Meu amigo Vicente-vem-dar-o-cu-pra-gente me escreveu. Ele se preocupa comigo, tão fofo.Comentei que tô adoentada, gripada, que ia tentar ficar em casa esta semana.

- Às vezes me parece que vc pede que alguém diga "não, fica quieta". Às vezes me sinto resposável por falar isso, talvez só pra vc escutar. Sei que em termos sanguíneos não sou sua família, mas como gosto de vc acho que o mínimo que posso fazer é tentar cuidar de ti. Por isso vivo falando que vc bota a bunda na janela demais. Cuidado para não encurtar seu prazo de validade nessa ânsia de viver desesperadamente. Dá pra ir pra casa, dar uma dormidinha, esperar dois dias e voltar pra esbórnia, né?"
- Dá. Mas eu tô tão piranha hoje....
- Mas, porra, o que tu prefere? Ser uma piranha combalida hoje que mal vai levar madeirada no pastel de cabelo ou um menina comportada que vai dormir cedo pra se recuperar e piranhar depois?


Tá, me convenceu, não quero ser piranha combalida. Sou uma blogstar poderosa, linda, loira e japonesa. Ainda bem que tenho meu Vicente pra cuidar de mim. 

- Sei que sou seu amigo chato, caretinha, com culpa católica e tudo mais. Mas, porra, alguém tem que dizer pra vc parar um pouco pra não gastar muito a máquina! Depois vc me xinga. Haha. E bobagem achar que vc me ouve tb.

Pior que ouvi. Pegou pesado com esse piranha combalida. Quero não.

É ele briga porque me exponho no blog. Vai brigar por causa desse post. Quando vai no Chope dos Leitores ele não me deixa mostrar a calcinha. Se não vai, avisa "Não vou, mas vê se não mostra a calcinha, porra!". Ficou puto quando soube que mostrei a xoxota na festa de Reveillon. Pô, só tinha mulher e viado! E é uma tradição nossa, passar sem calcinha e cueca para termos um ano inteiro de buceta (e piroca) solta. Depois de uns prossecos claro que mostramos que távamos soltinhos. Os outros convivas não entenderam muito bem, mas não tem problema.

***

O mais engraçado? A mãe dele já quis que ele namorasse comigo e o pai sugeriu que gostaria de me ter como nora.
Tá vendo? sou nada de piranha combalida, sou linda, namorável e casável.

6 comentários:

Priscila C. Souza disse...

Adorei a história de passar o reveillon sem calcinha. Não havia pensado nisso... Ano que vem passarei assim tb. :P

Roberta disse...

Eu e O Orientador inventamos essa tradição. Na verdade, foi ideia minha. Eu já tinha passado de calcinha amarela, doirada e prateada pra ganhar dinheiro e tava pobre, já tinha passo de calcinha vermelha e rosa, pra ter um grande amor e continuava na pista.

Decretei "vou passar é sem calcinha, pra ter um ano inteiro de buceta solta". OO aderiu e agora sempre passamos juntos e soltinhos.

RÁ!

Siloan disse...

Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, vcs tem tiradas ótemas... O que é "levar madeirada no pastel de cabelo" gente???? Lindissima, recupera a alma e depois vai piranhar linda e faceira! Olha, acho que o sorvete vai ficar pra próxima né... vc ta dodoi e eu finalmente embarco 6a!
beijocas

Rossana disse...

Concordo com a Siloan, vcs realmente tem umas tiradas fantasticas! Adorei a piranha combalida! Ahh adoro tbem quando vc chama alguem de Pândega(o)!!!

P.S- Experimente virar o ano na horizontal!!!rsrsrs

Eugenia disse...

heeey tchutchuca! espero q o descanso sugerido pelo V. tenha feito efeito (ugh) e vc esteja melhor. estou no RIo de novo (passei o finde em Campos). e de férias, olha q legal. pretendo descansar, viajar (kd o e-mail da ARGENTINAAAA) e finalizar algumas coisitas na casa nova.
mil beijosmeliga!

Carmen disse...

Robertita, vc é uma divina piranha combalida, piranha combarriga, piranhacombuceta, ou seja, de qlqr jeito, rsrsrsrs.
E por favor armazene sorvete para qd amiga Siloan voltar nos refrescarmos em seu esplêndido apê, debruçadas na janela e compartilhando palhaçadas mil.
Beijos gata, se cuida! rs