segunda-feira, 5 de abril de 2010

Mau humor matinal

Hoje, como quase todos os dias, acordei cedo sem sono, antes do despertador. Talvez o barulho da rua, talvez frio ou calor, ou sede ou vontade de fazer xixi. Acordei, embora pudesse dormir um pouco mais. Como quase todos os dias, fiquei deitada olhando o teto e não pensando em nada, a não ser que não queria levantar e não queria ir trabalhar. Que queria ficar deitada o dia todo, de preferência, dormindo.

Olhei a nesga de janela que dá pra ver pela cortina: nublado. Pensei "que merda, segunda-feira nublada é que não dá ânimo pra sair da cama mesmo". Daí percebi que quando tá sol, não quero ir trabalhar porque tá sol. Quando está chovendo, não quero ir trabalhar porque tá chovendo. Quando está nublado, não quero ir trabalhar porque tá nublado. Na verdade, eu não quero ir trabalhar, não quero sair da cama.

Quando estou no trabalho nem dói tanto. As pessoas são sórdidas, mas sei lidar com elas e foda-se. O lugar é ruim, a comida é nojenta, o mobiliário é inadequado, a sala é quente, o caminho é lamacento e triste. Tá, é uma merda, mas foda-se. Se eu tivesse um teletransporte da minha cama para a minha mesa, doeria menos. Aliás, se eu pudesse trabalhar as manhãs de casa e ir trabalhar à tarde, doeria muito menos. Gosto do meu trabalho, mas odeio ir trabalhar.

Daqui a pouco vou almoçar, tomar uma coca zero e um café expresso e vou melhorar. Ou não.

2 comentários:

Debora disse...

Roberta,
tô ansiosa por notícias do chope que não pude ir... Como foi? Tem fotos... Estou me martirizando até agora, e a viajem nem valeu ter perdido o chope...
Ah... Estou à procura de um imóvel p/ alugar na Lapa ou redondesas, sabe de alguma coisa?

Debora, "a debutante"

Roberta disse...

Foi ótemo, mais tarde dou um relatório. Não tem fotos, eu não tava numa vibe 'fotos'.