terça-feira, 8 de junho de 2010

Cansaço, teu nome é Roberta

Tenho dormido pouco e bebido todos os dias, desde a semana passada, afinal, teve feriado. Depois da maratona de ansiedade por causa do lançamento, no domingo fui almoçar na casa da minha mãe. Saí de lá 19h, morrendo de sono. Pretendia dormir cedo, talvez uma pizza e uma cerveja rapidinho com a Ju e depois... ai, dormir! Humpf.

Mal cheguei em casa liga Juliana chorando. A gata Sofia tinha fugido de casa. Saí literalmente correndo pra lá. Encontrei Ju com a cara já inchada de tanto chorar quando tava chegando no prédio. Sofia tinha se escondido num galpão abandonado vizinho. Logo chegou Graciana pra ajudar ou, pelo menos, se solidarizar, afinal não havia muito o que fazer. Comemos uma pizza horrível na Guanabara, demos mais uma tentada e desistimos. Ficamos as três até 1h da manhã tentando (sem sucesso) persuadir a felina fujona a voltar pra casa.

Praticamente não dormi de preocupação, pois o galpão abriria no dia seguinte de manhã e teríamos que estar lá esperando. Para nossa decepção, descobrimos que tava abandonado meeesmo. Foi uma confusão e estresse terríveis, mas finalmente Sofia foi resgatada no fim da tarde de segunda-feira.

Exausta, eu deveria ir pra casa dormir, né? Mas daí uma excelente companhia masculina me chamou pra ir ao cinema e jantar. Como todos sabem, não se dispensa companhia masculina para o jantar. Fui. Não tenho opinião formada sobre o filme (Faça-me feliz), mas a noite foi agradável. Do Artplex resolvemos vir comer na Lapa, pra já estar perto da minha casa. Esquisito, mas quase todos os bares tavam fechados. Sim, era segunda, mas estamos na Lapa, oras! Acabamos no Barbieri. Sempre como escondidinho lá com um outro amigo, mas desta vez não demos sorte. Queimaram nossa janta! A caipirinha também tava doce demais. Ainda bem que o papo era bom e nunca ficamos sem assunto.

Por volta de meia-noite avisei que ia bater pino de sono e vim pra casa. Um monte de coisas pra arrumar e resolver, pois hoje de manhã iria participar do Mais Você. Fui dormir quase 2h da manhã.

Quando o despertador tocou às 6h30 quase não acreditei, mas levantei. O carro da produção do programa viria me buscar às 8h30. O trajeto até o Projac levou mais de uma hora. Aguardei outras duas para começar a gravação. Saí de lá faminta e esbaforida, às 13h30. O carro que deveria me levar de volta demorou pra aparecer e pedi pra correr pra repartição.

Cheguei na repartição mais esbaforida e faminta ainda. Larguei a bolsa na mesa e corri pro restaurante. Fome é algo sensacional, né? Tudo me pareceu delicioso. Comi e corri de volta pra minha mesa, afinal, o trabalho de um dia inteiro teria que ser feito até às 17h e eu não poderia deixar nada pra amanhã, pois tem reunião. Consegui colocar tudo no ar, mais ainda deixei pra dar uma guaribada em algumas coisas de casa. Como a repartição fecha às 17h, eu sempre termino trabalho quando chego em casa.

Passei em uma loja onde comprei um vestido semana passada, pois ele precisa de ajuste na alça e depois vim caminhando pra casa. Parei em umas cinco livrarias, mas nenhuma tinha o livro do HTP. Raiva. Decidi que agora só vou comprar livros num estabelecimento que venda o meu! Vim pra casa à pé e ainda passei no supermercado xexelendo, porque minha geladeira tava igual a cisterna: só tinha água. Agora sou a orgulhosa possuidora de pão de forma, queijo branco e amarelo, peito de peru light, coca zero, água com gás e... lasanha congelada! Tô rica de comida. Há víveres para enfrentar qualquer adversidade.

Arrumei a casa, lavei umas calcinhas pois praticamente não havia mais limpas. As meias vão ficar pra amanhã. As botas que usei no lançamento ainda jazem enlameadas no chão ao lado da mesa do computador. Mas não precisa se compadecer, há esperança! Dona Betânia vem na quinta.

Pois bem, agora estou aqui colocando meu trabalho em dia, pois amanhã terei uma reunião que levará o dia todo. É a famosa e sensacional reunião mensal dos assessores de imprensa: ficaremos encarcerados das 9h às 17h, com pausa de uma hora para almoço. Detalhe, a reunião é numa porra dum prédio que raramente vou, portanto sempre me perco. Delícia!

Como estarei em cárcere privado, perderei minha aparição no programa Mais Você, que é exibido de manhã.

É isso aí, meus amigos. Rapadura é doce, mas né mole não. Um dia eu durmo.

7 comentários:

Borboletas nos Olhos disse...

Amanhã de manhã? Não perco...Ei, até eu fiquei cansada e olhe que eu só LI o seu dia.

Nathália Rodrigues disse...

Que chique essa bloqueira global!!
Olha não sei se vc tem TV a cabo, mas tem um canal novo no Ar (n° 36 da net, chama VIVA) e ele reprisa o Mais Você em dois horários: 13h e
18h!!! fica a dica pra vc tentar assistir.

bjoo

Thais disse...

Muito chique essa blogstar!!
Torcer pra conseguir ver o programa!
Parabéns Roberta!!bjoss

Elisa disse...

To dentro! Vai ser demais ver vc falando ... afinal só te conheço de "ler"!
Bjk

Lilian disse...

Roberta!!! Sou leitora de vcs, e assisti o Mais Vc hj! Que legal, parabéns!!!

Tereza disse...

Roberta, adorei o programa hj, conhecer o livro e vc! Antes d terminar o bate-papo na TV, entrei na net pra conhecer o blog e já saí aviando pras amigas da exsitência dele!

Amei, amei e amei!
Virei fã!

bjo

Roberta disse...

Obrigada, meninas!
Adoros esses comentários, fico toda sorridente!