quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Acabei de chegar da terapia

Dói mas é bom, sabe? Na verdade, nem dói tanto. Sempre saio animada da sessão. Tava exausta, me arrastando, saí de lá pensando tanto que deu até um levante no ânimo. Lembrei de tanta coisa esquecida, enterrada, adormecida há tanto tempo. Olha que hoje eu contei o episódio mais trash e marcante da minha vida, talvez minha maior dor (que de tão antiga nem dói mais, virou de estimação, orgulho talvez).

Acho que tô viciada em fazer terapia.

3 comentários:

Fernando disse...

Que terapia estranha ficar lembrando coisas do passado que não volta mais.

Let´s disse...

Revisitar o passado é uma forma de construir o futuro de outra maneira. Fazer terapia é como entrar na máquina do tempo do Michael J. Fox, só que dói mais.

anaís disse...

Robertinha querida, terapia é fundamental. Tem uma penca de gente que acha ser coisa de maluco, mas depois de meus aninhos de psicomédica, digo de carteira assinada e fundo de garantia gordo: todo mundo devia fazer... Realmente vicia...