quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Em casa

Como dizem por aí, pensar enlouquece. Pensei tanto que não dormi, mesmo depois do rivotril da saúde. Adormeci com o dia clareando e acordei com o despertador pouco depois. Sigo acordadíssima, mas com o corpo moído e uma dor cabeça do capeta, então não fui trabalhar. Quer dizer, vou trabalhar de casa. Infelizmente, sigo pensando. Até preferia ter ido pra repartição, fazer café, ler jornal, brincar com os cálega, almoçar com chefinho e chefinha, zoar os e-mails que recebo, essas pequenas alegrias cotidianas. Não rola: tô um bagaço mermo. Isso que dá ir pra terapia futucar o passado que a gente finge que não lembra mais. Eu e essa minha mania feia de pensar.

4 comentários:

fabricia disse...

Eu também estou revisando meu passado na terapia. Não queria mexer nisso. No começo pastei, mas agora tô me achando bem melhor, mas sinto meu físico (por causa dessa futucada toda) meio estranho..

Nada que um diazepam não resolva...

beijos

Rui Borges disse...

E sofro disso também, a dona do picadeiro onde bato ponto diz que eu penso demais, e fico coma altas teorias vindas desses pensamentos...

Anônimo disse...

Tenho medo justamente disso...de futucar..., mas no meu caso, pior do que tá será que fica? :(
Minha primeira consulta na terapia será dia 19.Já olhei na agenda essa data várias vezes e fico pensando no que pode vir pela frente em insistir nisso de achar que devo mexer no passado.
Sei lá...estranho...já estou sofrendo por antecipação.
E é por isso que me identifico com esse blog, pq aqui não é um personagem.Qdo te leio, sinto que vc é uma pessoa de verdade.
Fica bem e um bom find semana aí pra vc.
Um beijo da Old Fox.

Priscila disse...

Oi Robertuda!

É a Pri do Johnnym tudo bem?

Olha, faço terapia há anoooosss!!! E adoro! Várias vezes saio puta de lá com a minha terapeuta, ou triste, ou com raiva de atitudes que eu não deveria ter tomado.

Mas me fez crescer muito, me deu muita força para seguir adiante com meus planos e sonhos, mesmo com todos os percalços. E crescer, e olhar cara a cara certas coisas do passado muitas vezes é difícil, mas acho que vale à pena. Pra mim valeu!

Espero que te ajude tb!

beijos grandes