sábado, 23 de outubro de 2010

Ironia

Diz por aí que sou rascante, intragável, ríspida. Até de vil e cruel já fui chamada. Pois é, mas né que a minha terapeuta disse que eu tenho que parar de ser tão educadinha e me permitir fazer grosserias? Segundo ela, boa educação guardamos para pessoas. Malucos devem ser tratados com firmeza áspera.

Faz parte do nosso exercício para eu deixar de ser "para-raios de maluco". Segundo ela, o negócio é que por não me chocar com nada (nem mesmo com o que me choca), não ter preconceitos nem julgar as pessoas, meu lastro se tornou largo demais, daí não me protejo dos malucos que se aproximam. "Ah, você come cocô? E como é que limpa os dentes depois?" e ainda ouço a explicação (se houver) com sincero interesse.

Para piorar pro meu lado, de acordo com A Terapeuta, minha personalidade (por vários motivos que não quero explicar) é o eldorado dos maluquinhos, deprimidos e totós da cabeça em geral. Eu sou o sonho dourado dos desgovernados, todos se encantam quando me conhecem e querem se pendurar em mim. Fudeu, né?

Agora tô no aprendizado de mandar os malucos tomarem no cu pra lá e me deixarem em paz.

7 comentários:

Anônimo disse...

Sua terapeuta aceita plano de saude?
To precisando d'uma... bjos leticia

Carrie, a Estranha disse...

Humm..."lastro largo" me fez pensar em piadas de duplo sentido.

É, péssimo, eu sei, mas fazer o quê? O mundo é estranho e não é errados ser assim.

Contando os dias para abraçá-la, como diria a prima Zulma.

Roberta disse...

Letícia, aceita não.

Carrie, eu gargalhei pelo duplo sentido na hora que ela disse isso.

Contando os dias também, vou adogar me hospedar em Versailles!

Clara disse...

me ensina quando vc aprender?
:S

Cinthia disse...

Ja disseram que sou grossa demais, que criei uma espécie de camada de ódio-grosseria-impaciente pra me proteger mas que muitas das vezes isso afasta as pessoas.Quer saber?Foda-se todas as pessoas que me disseram isso, não são confiáveis, verdadeiras, então ganharam o que mereciam...

Fernando disse...

A lei da atração, os iguais se atraem, os malucos reconhecem seus pares quase por instinto.

Anônimo disse...

Você