quarta-feira, 13 de outubro de 2010

O bairro de Laranjeiras

Minha terapeuta fica em Laranjeiras. Tenho uma ligação afetiva com o bairro: estudei da 5a à 8a série na Escola Municipal José de Alencar, ali em frente ao Hospital de Cardiologia. Apesar do vínculo topofílico, no começo achei que não ia rolar. Não sou mulher de saudosismos, sou prática e é um bairro que tinha preguiça de ir, achava contramão, há muito não frequentava,  aliás, evitava por causa do trânsito. Pra piorar, saio da repartição às 17h e meu horário é às 19h. Tenho sempre, no mínimo, uma hora de intervalo. Só que gostei da terapeuta e resolvi ficar pra ver no que dava. Daí comecei a deambular pelo bairro, percorrer o comércio, lanchar cada dia num lugar diferente, fazer caminhos variados. Como tá sempre engarrafado, desço do ônibus no Largo do Machado e vou andando. Na volta, a mesma coisa: faço a pé o pedaço de tráfego mais intenso. Estou redescobrindo o bairro, é engraçado. Vou caminhando e lembro de colegas de classe que moravam num ou noutro prédio, das lojas antigas, de histórias, experiências. Na ida vou observando o povo e seus costumes, na volta venho matutando minhas maluquices.

Tô gostando, é divertido.

4 comentários:

Anônimo disse...

Eu tinha uma terapeuta em Laranjeiras tb, o nome dela é Dra. Ana Maria. Muito boa, eu adorava os dias de terapia tb...

Roberta disse...

A minha não é Ana Maria, mas tá fazendo feliz.

Cinthia disse...

Moro em Laranjeiras...
sempre corro pra Pça São Salvador (onde te abordei),não troco aqui por nada... o unico problema é o muqifo que moro... que penso trocar por um que caiba pelo menos as minhas coisas, mas aqui é uma corrida maluca pra se achar algo bom e que não seja tão caro...

Tia Fafá disse...

Po, trabalho la em laranjeiras tb.. adorooo!!!

pena q ainda nao te encontrei por lá..
bjs