domingo, 6 de fevereiro de 2011

Dia ruim

Acordei até bem, apesar de uma pontinha de dor de cabeça. Após consultar minha despensa nestes tempos de carestia, resolvi fazer um macarrão pro almoço. Uma caixa de rigatoni Barrila era o que havia, então é isso aí e vambora. Quando ia começar a preparar o molho vi que havia algo estranho na panela onde a massa cozinhava. A água tava coalhada de bichinhos pretos boiando. Que massacre! Dezenas de bichinhos de macarrão perderam a vidinha em vão, porque obviamente joguei tudo fora.

Me restaram ovos mexidos com salsicha. Há coisa pior na vida e até hoje ninguém morreu disso. Depois da refeição - meio puta, meio resignada - fui escovar os dentes. Mal comecei senti algo estranho. Olhei no espelho e.... a contenção dos dentes descolou! Sim, aquela barrinha de arame colada atrás dos incisivos inferiores havia soltado de dois deles. Agora tenho um pedaço de arame com um naco de resina na ponta incomodando o tempo todo e cortando a língua quando falo ou como.

Que beleza, hein? E não nem 5h da tarde! Devia ter ido pra praia!

Sabe o que é pior? Já tô com fome de novo.

4 comentários:

LC° disse...

Qualquer felação com danos no parceiro(a) será dolosa, contente-se em ser a mosquinha sem asa no banho de banheira.
No más, evitou a culpabilidade interiorizada com a ingestão de carboidratos, pode até sorver mais um trago de qualquer destilado, se é que aprecia.
E sossega o facho porque tem que estar em forma no seu niver e demais complementos da sua festa (Carná).
E viva Baco!

Roberta disse...

Tu voltou!

Fernando disse...

No meu caso é mês ruim , inicio de ano ruim, a meninada que ficou aqui em casa detonou geral deixaram uma continha de 300 reais de luz e telefone para pagar. Também fui alcionado pela dona do apto do andar de baixo por que toda vez que uso o banheiro ela toma banho na cozinha por causa do vazamento. Ai tenho que ficar uma semana fora para consertar a merda do banheiro e ainda pagar tudo. Vou vender essa bosta para o primeiro trouxa que pagar alguma coisa por ele.

Roberta disse...

Ui Fernando, tu tá pior que eu mermo.