sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Quero ir embora

Hoje acordei me sentindo mais cansada do que quando fui dormir. Meu corpo dói, minhas pernas doem muito e minha cabeça lateja. Não sei se é gripe, da idade ou falta de felicidade. Sei que tudo dói e queria estar em casa dormindo. Não tenho nenhuma vontade ir para o meu trabalho, cumprir minhas obrigações profissionais, mas vim porque sofro dessa pervessão conhecida como responsabilidade. Acho que, se não fosse funcionária pública, não teria vindo ou viria e pediria demissão. Mas sendo servidora me sinto constrangida a ir trabalhar mesmo quando meu corpo dói ou quero ficar em casa dormindo. Hoje seria um bom dia pra pedir demissão.

Acho que preciso de férias. Tenho 11 dias pra tirar ainda este ano, mas não posso porque  alguém tem que tomar conta da lojinha e (quase) todo mundo vazou de tão legal que é trabalhar aqui.

8 comentários:

Anônimo disse...

Aí Robertona, agora blogou legal. Fez juz ao alto pagamento que lhe proporcionamos.
Desconfio que sua repartição, se sumisse de repente no ar, ninguém iria notar nem faria falta nenhuma ao país...diga que estamos errados...

Luis Melão disse...

Sua conveniência em relação a estabilidade é espantosa, criada sem limites ou valores é isso aí, quer que o mundo entenda que sua paranóia é normal, não é não... vai procurar ajuda porque seu futuro é o suicídio.
O Mundo se tornará melhor, faça bom proveito das suas escolhas.
Já li aqui que tem namorado. Um coitado que te atura, ou deve te satisfazer na cama ou então é um 'bon vivant' que só quer se masturbar sem sujar as mãos.
Pena que existam pessoas que querem continuar ridículas, que se satisfazem com isso.

Anônimo disse...

Porrra, melao!
nao deu meia hora de bunda ainda?
Vai tomar na iris do senhor seu CU!

Roberta Carvalho rules!

Jota

Luis Melão disse...

Olha aí o gigolô do namorado dela, o tal de Jota (xota?), que defende a concubina para não perder a boquinha do salário de barnabé que ela ganha, reclama, mas não tem coragem nem competência para conseguir algo melhor.
Se merecem...

Cinthia disse...

Nossa q horror...
tbm sou servidora pública e apesar de todo mundo achar q lá é a festa da uva, q rola atestado p diabo, e bababa minha responsabilidade me faz ir muitas vezes até doente...

Mulher Melão disse...

O meu namorado é pastor evangélico. Isso sim que é vida boa. Sem querer me gabar, mas dízimo é o que há!

Roberta disse...

Jota, obrigada.

Chintia, idem.

nuno medon disse...

olá..estás melhor? beijos e boa semana.