quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Exposta

Sabe, volta e meia alguém fala que eu não deveria me expor tanto, que não deveria demonstrar minhas dores e tristezas, colocar minhas fraquezas e feridas na vitrine. Que tem muita gente por aí que "vive", se alimenta disso, que adora ler que os outros tão sofrendo e talz.

Nem tô falando daquele tipo de gente medíocre que faz da desgraça alheia alento pra própria vidinha de merda, aqueles que dizem que vão visitar hospitais pra ver o que é desgraça de verdade. Oi? Já ouvi esta pérola ao resmungar qualquer coisa da vida. Ouvi que sou fútil, egoísta ou alguma balela do tipo. E fazer do sofrimento do outro (mais que do outro, do próximo) vitrine de tristeza pra se alegrar é super legal, né? Mas não tô falando deste tipo de idiota buscando alento no sofrimento alheio, tipo "tem gente mais fodida que eu, nem tô tão na merda assim". Tô falando de pessoas sórdidas que, sei lá pra que, se comprazem de saber que alguém tá triste. Tipo "eba, minha vida é uma bosta, mas pelo menos ela tá na merda. Não tô sozinho" ou "já que eu tô na merda ainda bem que essa piranha filha da puta se fodeu".

Pior, não que me ache mais importante que qualquer um para receber tal deferência. Juro que nem entendo "por que eu", mas sei que tem gente que fica feliz ao saber da minha tristeza, a da Roberta Carvalho. Até é verdade, tem gente assim sim, mas sabe que não me emociona? O mundo é estranho e cheio de gente de todo tipo. Como sempre digo, se tem gente que trepa com defunto, por que não vai ter quem se regozija com a minha dor?

Quer saber? Foda-se. Caguei baldes. E, justamente porque não faz a mínima diferença na minha vida se tem meia ou uma dúzia de sociopatas sorridentes pelos meus problemas, vou te contar: eu não estou feliz. Não é de hoje que as coisas não vão bem, tão fora dos eixos. Sabe do que mais? Por mais estranho que possa parecer, contar aqui me alivia e me faz quase feliz. Como sempre digo, o mundo é estranho.

4 comentários:

Anônimo disse...

Por essas e outras que te acho foda, Roberta Carvalho!

Roberta disse...

Obrigada.

Fernanda P. disse...

A maioria que vem aqui ou gosta muito de vc ou te conhece e tem inveja ou vem fuxicar por falta do que fazer. Inveja é de certa forma admiração. rs To no primeiro grupo pq nao te conheco mas leio desde 2002.

Carmen disse...

Concordo to-tal-men-te com o Anônimo acima. E digo mais: te amo Roberta Carvalho, desde sempre.