segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Pérolas de Palhares

Diz que Palhares não é mais meu chefinho, mas para mim continua sendo. Não posso ter um chefe que não entenda minhas piadas, sabe? Mas ando meio preocupada com o bruto. De uns tempos pra cá ele deu pra fazer umas coisas esquisitas, virou adepto de práticas bizarras como acordar cedo pra fazer exercício e chegar sorridente ao trabalho. Não posso confiar em gente assim. Só idiotas são felizes, especialmente no ambiente de trabalho.

Como qualquer pessoa normal, Palhares vivia acossado pela necessidade teórica de fazer algum exercício. Daí começava alguma coisa - como musculação ou corrida - e largava em até três mess. Normal e saudável. Gente legal não gosta de fazer exercício. Até que ele me veio com uma que ia começar a praticar canoa havaiana. Foi aí que tudo começou. Achei que era deboche, mas não. Hoje, canjicas arreganhadas na fila do almoço ele confessou que acordou às 5h da madrugada, correu até a Urca, remou ida e volta até Niterói e tava feliz. Narrou o feito com um sorriso doentio, algo sádico. Verbalizei minha preocupação. "Estamos te perdendo, daqui a pouco vai se dizer até otimista com a vida. Só os idiota são felizes assim".

Bem que antes de sairmos pro almoço ele veio me perguntar o que tava acontecendo. Respondi que nada demais, afinal, viver é difícil. Ele ensaiou um abraço e disse "Fica assim não" e ainda emendou algo como "que a gente pode fazer pra melhorar?"

É, pensando bem, perdemos Palhares.

2 comentários:

Dona Mila disse...

Tenho andado bem idiota ultimamente. E nem vou reclamar disso! Saudades de vc.

Roberta disse...

Sabe como é, os amigos podem. ;-)

Saudade, querida! Como foi de aniversário? Vi que tava viajando.

beijo