sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009

Sou muito sensível, tá?

No fim-de-semana tive um chilique e decidi que ia pedir demissão. Não aguentava mais e não queria ir de novo naquele lugar sórdido. Não queria nunca mais entrar lá. Chorei e vomitei. Tentei me distrair, mas não deu. Segunda-feira não fui trabalhar porque, entre outras coisas, tava péssima do estômago. Como tenho contas pra pagar, segunda à noite decidi não ficar desempregada, ir trabalhar na terça e tentar ser o mais feliz possível naquela merda. Só que as decisões demoram pra se cristalizar, né? Vomito toda vez que penso no meu trabalho.

Amanhã começa tudo de novo.

3 comentários:

Anônimo disse...

Roberta, serei a "anônima", porque ficou mais fácil.
Woody Allen conta, no começo do Annie Hall, uma piada.
Duas velhinhas conversam num resort francês:
"A comida aqui é tão ruim", diz uma, no que a outra responde:"Mas vem em porções tão pequenas".
Allen comenta que é assim que ele vê a vida: "cheia de sofrimento, morte, tristezas, desiluzões, mas passa tão depressa!"
É foda mesmo viver, mas a gente quer viver e muito e acha que a vida é curta, então não deve ser assim tão ruim, não é?
Não estressa, controla os pensamentos, porque eles geram as emoções e manda um abraço para sua terapeuta, que ficar ouvindo alguém falar também não é lá grande coisa!Ria, Roberta, ria muito!A vida é bela! Apesar de ser uma merda, às vezes...
Beijos.

Anônimo disse...

errata;
onde se lê "desiluzões", leia-se "desilusões".

Roberta disse...

A terapeuta me ouve falar, mas ela estudou pra isso e é regiamente paga. Não me faz favor algum.