sexta-feira, 17 de abril de 2009

Alegria, alegria!

Ontem quando cheguei em casa o porteiro veio meio rindo com dois pacotes pra mim (eles riem porque recebo muita coisa). Eu, que já não gosto de receber um pacotinho, disse sorridente e surpresa "Ué, não comprei nada! Ou comprei?". Que alegria quando peguei os embrulhos e vi que tinham sido enviados por uma amiga exilada na Escócia.

Subi rindo à toa e fiquei emocionada quando abri. Parecia criança no Natal. Ganhei uma toalha de banho verde, um tapetinho verde, uma ecobag, uma colher para mel, uma espécie de frasco medidor que ainda não analisei direito, um pegador de pratos quentes pras duas mãos, um avental, um pegador de salada e, rufem os tambores, um gatinho laranja que suga as migalhas! Em outro pacote uma necessaire que usarei como carteira e uma pulseira lindas, mas o melhor tudo foi encontrar um cartão com uma carta dentro. Carta mesmo, escrita à mão, em papel decorado, sabe? Não via uma dessas há anos.

Adorei tudo, tudo lindo e fofo, mas me emocionei foi pelo carinho, pela amizade, pela afetividade da minha amiga, do outro lado do mundo, lembrar de mim e se dar ao trabalho de comprar um monte de coisas, empacotar cuidadosamente, ainda escrever um cartão e uma carta e levar ao correio... obrigada querida, obrigada pela atenção, obrigada por ser minha amiga.

Quando li a carta, rindo e chorando, senti tanta saudade da minha amiga. Quis comprar uma passagem pra Abeerden no dia seguinte. Infelizmente, este ano não rola. Quem sabe se ela ainda estiver lá ano que vem.

Mandei um e-mail curto agradecendo, mas amanhã vou comprar um bloco de papel de carta, tão bonito quanto o que ela me mandou, e escrever uma missiva manuscrita. Será que ainda sei fazer isso? Vai ser uma delícia ir ao correio. Vou fazer questão de colar os selos!

Como sempre digo, tenho alguns dos melhores amigos que alguém pode ter.


PS. "Ué, mas você não se mudou há um ano?", perguntariam vocês. Pois é, mas Vivi sempre foi meio biruta (só ela, eu nunca, tá?). Deve ter comprado isso quando soube da minha casa nova e só despachou agora. E Menina Antonia ainda não me entregou meus copos de coca-cola! Se é que já não deu pra outra amiga que se mudou...

2 comentários:

Helga disse...

Ei, que legal isso. Presente surpresa assim é semper bom.

Me perdi na parte do "gatinho laranja que suga as migalhas". :P

Eu gostava muito de trocar cartas também. E colecionar papéis de carta tb. :P

tuninha disse...

dei nada. tão aqui debaixo da cama do meu escritório. guardadinhos. a outra pediu. só não comprei de uma vez mais copos pq penso assim: do jeito que ando enrolada, primeiro dou pra quem eu conseguir encontrar. no dia seguinte compro os da outra. que nem cabe tanto copo assim debaixo da tal cama. nenhum demérito pra nenhuma das duas, só mérito por gostarem de coca... debaixo da cama também tem o presente de aniversário do filho de uma amiga. mas acho que esse vai ficar pra próxima criança, que o menino nem deve mais gostar desse tipo de literatura...