quinta-feira, 23 de julho de 2009

Logrei êxito

Já estou bebendo minha coquinha da saúde. E nem precisei me humilhar com o porteiro jovenzinho evangélico bizarrinho com cara de psicopata. Deve ser folga dele. Quem tava lá era o faxineiro, esse é gente boa e engraçado. Sempre conversamos sobre as baratas no corredor. Ele louva minha vitória sobre os insetos. Ninguém levou fé que eu derrotaria a gangue de baratas que tinha tomado o terceiro andar. E ele nem riu de eu não conseguir abrir uma garrafa de coca cola. Fez careta e disse "essa tá ruim mesmo de abrir". Do staff condominial, ele e o porteiro da manhã são meus favoritos. Todos os dias desço sorridente e dou bom dia e ele sempre responde sorridente. Acho ele e a mulher gente boa, também conversamos sobre a ineficiência do faz-tudo do prédio e a omissão da síndica.

Tem um outro, o da noite que tem uma cara enigmática. Ele sempre encontra comigo no ônibus e finge que não me conhece. Eu sempre digo "oi" e ele fica sem graça. Foi ele quem devolveu uma encomenda vinda por sedex para mim porque tava endereçada a Roberta Pereira e não a Roberta Carvalho. Meio burro, mas tudo bem. E tem o outro da madrugada, o Luciano, que só diz "boa noite, dona Roberta". Não sei se ele é capaz de pronunciar outra frase, pelo menos nunca ouvi em um ano e quatro meses que moro aqui, mas é educado.

Tinha também o Edvaldo que saiu (foi aí que o jovenzinho psicopata entrou), era uma espécie de porteiro-chefe muito empreendedor. Os dois filhos adolescentes tinham uma barraca de doces em frente ao prédio e a mulher uma de churrasquinho. Esse era gente boa também, mas sumiu. Vou perguntar pro da manhã que fim ele levou.

Mais um copo e vou dormir.

6 comentários:

M.I. disse...

Que inveja de quem consegue dormir às 23h.
Vc pede para o porteiro abrir a sua garrafa de Coca? Qnd eu bebia refrigerante as tampas não eram tão duras.

bjs

CARLOS MERCURI disse...

Não se humilhe com a garrafa de Coca. Eu, ao contrário do que diz o ditado, sofro para abrir um vidro de palmito.

Fernanda disse...

vc é como eu: tem sua própria versao do jambalaya. os porteiros daqui tb são bizarros.

Fernanda disse...

Bom Dia...
Bom tenhu acompanhado teu blog diariamente... já estou me sentido amiga de infância rsrsrsrsrsr
Gosto muito do jeito simples que vc escreve!!!!
Sobre a Coca Zero... é preciso um movimento social reivindicando tampas melhores.... rsrsrsrs
Beijos... tenha uma linda sexta... e um maravilhoso find!!!!!
Fernanda

Eugenia disse...

oooh, amiga! foi só eu louvar o sol e amanhece assim! damn´it!
escuta, adorei a dica tua do decoeuração. estou viajando na canequinha de papel machê, na parede pintada de "menina", na moldura de espelho feita de tampinhas de garrafa...
demais!
já estou cheia de ideias...
hum, tô viciada em escrever ideias para a casa nova... (embora ela ainad esteja bem distante, conforme te direi ao vivo :p

Roberta disse...

M.I., ir dormir era retórico. Desliguei o computador e deitei, fiquei lendo revista de mulherzinha até meia-noite e depois ainda tagarelei ao telefone.

Carlos, ué? E a solução? Ficar sem beber coca? Eu posso passar sem palmito, mas não sem coca zero.

Fernanda, o porteiro mais bizarro que eu conheço é o do prédio de O Orientador.

Fernanda, apesar de nublada e sonolenta, minha sexta está linda e feliz.

Eugenia, tô com vários links legais de coisas de casa, vou te encaminhar.