segunda-feira, 6 de julho de 2009

A minha Nara

Narinha confessa que sentiu quase-ciúme de eu citar muito a ruiva Graciana. Ô minha sardenta, fica assim não. Você sabe que eu te amo. Seu senso de humor é inigualável e poucas amigas minhas conseguem ser tão escrotinhas quanto vc. Afinal, o que seria do mundo sem o nosso senso crítico gongando tudo e todos?

Nara bloga pouco, mas é sempre ótima, certeira. Nos posts deste mês, ela lamenta sua ausência no chope dos leitores, da desgraceira do aparelho, do Movimento dos Sem Botijões, da relação entre comida viva e comida podre na geladeira e posta uma crônica do João Ximenes Braga. Realmente, perfeita. Eu, enquanto jornalista escrotinha, tenho dificuldade para admitir que sou fã de alguém, especialmente alguém da minha idade, jornalista e que nem meu amigo é. Mas admito, sou fã do JXB e quando crescer quero escrever tão bem quanto ele. Digredi de novo, voltemos à Bulhufas.

Talvez vocês não saibam, mas o Bulhufas é mais antigo que o OMEE! Foi criado um mês antes, todos em 2001. Sabe que fiquei pensando? Este ano faz 10 anos que nos conhecemos, nos idos tempos da internet puxada a carroça no O Dia Online. Bons tempos, nos divertíamos muito fazendo jornal online no ctrlc+ctrlv na madrugada. Não sou saudosista e a vida só melhora, mas foi uma época divertida.

Sou uma pessoa mais feliz porque tenho a minha Narinha pra mim.

2 comentários:

Graciana disse...

Hoje sentirei ciúmes dessa foto ai! hehehehe

Roberta disse...

Graci, ruivinha, ruivinha, não coloca lenha na fogueira.