sexta-feira, 21 de agosto de 2009

Por onde anda a blogueira?

É, meus queridos, dei uma sumidinha, mas ao contrário do que foi ventilado nos comentários, não me joguei pra SP. Aliás, ainda bem que minha viagem mixou... com essa chuva ia ser uó. Na verdade, estou em casa. Sim, pasmem, Roberta Carvalho em casa em plena sexta-feira. Não vou sair, vou dormir e descansar a pele. Essa semana foi foda, tô muito cansada. Trabalhei e saí muito, sou obrigada a dispensar muitos programas porque não tenho saúde pra sair todos os dias. Fora os problemas e aborrecimentos inevitáveis.

Ontem foi aniversário de A Noiva. A comemoração foi no Cabaré das Rosas, na Praça Mauá. Muito bonito o lugar, bem interessante. A Noiva estava linda, temática, ela foi de macaquinho preto, meia arrastão e scarpin preto de bolinhas brancas. Ah, e com uma liga na perna direita. Linda! Madame N e Madame J, embora (ainda) não fossem amigas da aniversariante, foram ter comigo. Comemos, bebemos, rimos dos filmes pornôs mudos exibidos e assistimos a uns shows bizarros. Como disse meu Amigo Retratista, só a Val pra fazer a gente ver show de uma bicha de pé inchado, metida num vestido de lycra roxa, numa quinta chuvosa. Nós amamos nossa Noiva e vamos a qualquer lugar que ela queira! A Noiva manda!

Quando a festa acabou, meu Amigo Retratista nos chamou pra uma outra festa de aniversário de um jornalista amigo dele. Partiu, oras. Compramos cerveja pra levar e fomos. Era pertinho de casa, o táxi nem ia dar prejuízo se estivesse ruim. Que nada, quando cheguei lá descobri que o aniversariante era meu amigo de infância: estudamos juntos na 5a e 6a séries! Muito constrangedor estar no mesmo ambiente que alguém que me viu de cabelão comprido até quase a cintura, saia azul marinho de pregas, camisa branca de tergal, tênis bamba preto e meias 3/4 brancas (estudei sempre em escola pública). Tudo bem que eu tinha 10 anos na 5a série, mas ainda assim é uma visão do inferno.

A festa tava ótima, quase que só tinha homem! Quando chegamos, sacaneamos meu amigo "e aí, hein? Chegou na festa com três mulheres e um saco de cerveja, tá se sentindo levando a carne pro churrasco, hein?". Bebemos, fumamos, rimos e dançamos moito até às 4h da manhã. Arreguei porque tinha reunião no trabalho hoje às 10h da madrugada, mas o pessoal ainda esticou na Vila Mimosa. Madame N. tá rouca de beber e tagarelar ao relento até às 7h da manhã.

Ai, como é bom estar viva. Aliás, como é bom estar viva na cidade de São Sebastião do Rio de Janeiro!

7 comentários:

Helga Valesca disse...

Amigaaaaaa!!!
Eu também amei a minha festa!
Amei estar cercada dos meus amigos queridos...
Achei ótemo o codinome "retratista"
ahahaha...
Obrigada mais uma vez...
Agora vamo combinar: que disposição vcs têm! 2 festas!!! acho mesmo que tô veinha pra isso rsrsrsrs...
Beijo Noiva!

Roberta disse...

A Noiva, véia nada, tu é mais nova que eu. Se joga, mona!

Eugenia disse...

ah, gata, tem umas noites q só poderiam acontecer no Rio...
quero mt conhecer o Cabaré, na próx. incursão eu vou.
o bb ainda ñ nasceu.

Roberta disse...

Eugenia, perfeita essa frase: alguams noites só poderiam acontecer no Rio. ;)

Helga disse...

Epa, a OUTRA Helga.

Helga Valesca disse...

Opa, a OUTRA Helga, não, Helga. Eu sou A HELGA VALESCA!

Helga disse...

Eita. Prazer, Helga Valesca. Helga Maria. :)