quarta-feira, 9 de setembro de 2009

Segundo dia de férias

Depois da dentista, fui ao shopping Tijuca adquirir umas tranqueiras que faltavam para a viagem. Tomei um café expresso, já que não ia conseguir mastigar almoço mesmo, e parti pras compritas.

Da última vez que estive lá, no dia que fui na cartomante, vi uns óculos escuros bem interessantes, mas acabei não comprando. Tava com minha gangue e távamos com fome e ouriçadas com as revelações do oráculo, depois acabei esquecendo.

Tô lá procurando o modelo e o vendedor chega do meu lado. Começa aquela lenga-lenga de vendedor, ao que respondo "obrigada, estou olhando, se precisar te chamo" sem me virar quando ele para de repente e exclama "Caramba, Roberta!". Puta merda. Olhei e era um catiço com quem andei saindo em 2007. Puta merda duas vezes. Detesto encontrar oferendas devolvidas. Levei uns 10 segundos escaneando o arquivo circense mental e finalmente o nome dele pulou na minha cabeça. Nome bonito, de profeta, sabe? Melhor só se fosse nome de anjo.

Ele começa aquela lenga-lenga de "nossa, há quanto tempo. Você não mudou nada. Tô trabalhando aqui há uma semana. Larguei a faculdade de História e agora tô fazendo Filosofia". Porra, no meu tempo ele era meramente surfista e maconheiro.

Enquanto ele falava fiquei tentando lembrar porque parei de sair com ele. Cacete, deve ter sido alguma palhaçada, mas o que foi? Ele todo sorridente e eu desconfortável. "Venho aqui de vez em quando, na saída do dentista".

Porra, não lembro o que foi, mas deve ter sido merda feia, eu não ia abdicar daqueles olhos azuis e daquele sorriso lascivo de bobeira. Dei tchau e ele me segurou. "Espera, leva meu cartão". Voltou com o cartão e piscou pra mim "Tem meu celular aí".

Bom, se dispensei, tive bom motivo - embora não lembre - então não vou ligar. Mas sabe como é, né? Guardei o cartão. Vai que qualquer dia desses não tô fazendo nada mesmo... já sei onde arrumar o que fazer...

Achei o acontecimento pouco auspicioso, mas acabou que as compras foram bem sucedidas.

8 comentários:

guetoblaster disse...

criaturas endemoniadas são as melhores

Bibi disse...

Querida Roberta,
Adoro seu blog, principalmente o htp.
Fiquei curiosa em relacao a cartomante que visitaste. Poderia indica-la ? eh na Tijuca mesmo ?
Agradecida.
Bjos
Bibi

Eugenia disse...

ah, acho q se vc não lembrou a merda não foi tão feia...risos...
fez bem em guardar o cartão... dia de muito véspera de pouco ;)

Mari disse...

Tenta lembrar qual foi a palhaçada que ele fez. Quem sabe não dá para fazer um remember.

bjs

Márcia disse...

Hum..cartomante? Onde? Qto?
Passa aí o serviço..hehe

Bibi disse...

Oi,
esqueci de deixar meu mail pra resposta. rsrsrs
segue > lingling.rj@gmail.com
bjus

Roberta disse...

Gueto, demonho!

Bibi, vou mandar pro seu e-mail.

Claaaro Eugenia, guardei o cartão. Acho que simplesmente cansei dele, que nem houve grande palhaçada. Só ardeu.

Mari, olha, vasculhei o arquivo circense e não encontrei nada. Acho que simplesmente ele venceu o prazo de validade, cansou minha beleza. Era bonito e gostoso, mas meio bobo.

Marcia, me escreve que conto tudo.

Lula disse...

Gentileza tem que ser da mente pra fora, se for só da boca...

Afinal, vc lembrou-se de quem dispensou quem, no lance relatado?...já que vc guardou o cartão pra futura análise, o subconsciente deve ter lhe dito, né?

(adoro você...! Não sei porque demorei tanto pra comentar...e sei que vc me adora também...talvez eu seja seu alter-ego...quem sabe?)

Beijão, pareião reluzente.