segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Rá!

Matei a baratinha, oléoléolá!
Matei a baratinha, oléoléolá!
Matei a baratinha, oléoléolá!

Levantei de madrugada pra fazer xixi e ao acender a luz achei a baratinha francesa que me atormentava há dias. Dei-lhe uma chinelada com ódio extra, afinal que eu podia ter pisado na bruta! Eca!

3 comentários:

Fernando disse...

Quase calcei o sapato como uma baratona dentro outro dia. joguei a barata no vaso sanitário e dei descarga.

Se o "se" não tivesse ficado só no "se" disse...

Parabéns.

Fernanda disse...

parabéns. não tem bicho mais odioso do q essas nojentinhas.