segunda-feira, 1 de março de 2010

A Ortodontista

Em outros tempos eu a classificaria com adjetivos não muito lisonjeiros, mas agora que sou uma blogstar tenho medo que ela leia e aperte o aparelho mais ainda. Digamos apenas que ela é uma torturadora bem vestida.

Estou no fim do tratamento, mas esse fim não chega nunca. Estamos verticalizando os incisivos - pra eu deixar de ser dentuça - e alinhando os cisos. Daí, supostamente, terminou.

A verticalização tá indo bem. Dói pra caralho, mas anda. Ela lixou mais os dentes hoje e eu quase chorei. Eles já tavam doloridos, imagina a delícia da lixa passando entre eles? Pois é. Tem também o carinho do arco mais grosso, aquele que chega a ser retangular. Pra ela tirar e colocar tem que usar o alicatão e... dói pra caralho.

O negócio é a caralha da borracha que deveria alinhar os cisos. Aquela merda incomoda horrores e não tá dando no couro. Hoje, pra turbinar o tratamento, ela meteu duas borrachinhas do capeta entre meus molares, pra botar pressão. Para meu deleite, ela me forneceu novo lote de borrachas mais grossas e resistentes.

Isso tudo levou cerca de uma hora. Não, não foi gostoso.

5 comentários:

guetoblaster disse...

amore larga este negocio de sexo e assume logo o teu lado bondage sado masoquist

Roberta disse...

Quanto vc paga pra ficar olhando uma sessão de 'aperta-aparelho' minha?
kkkk

Helga disse...

Pensei a mesma coisa: vocês duas parecem que vivem certa relação s&m aí.

Idoca disse...

Puta merda.
Por essas e outras eu abandonei o tratamento na metade.

Roberta disse...

Helga, não curto S&M, ambiciono ter um sorriso perfeito. Sou vaidosa a ponto de me submeter a semi-torturas. O prazer que obtenho vem depois, ao me olhar no espelho.

Idoca, talvez, se eu soubesse o quanto doía, não tivesse colocado o aparelho. Agora a Inês é morta.