sábado, 17 de abril de 2010

Eu confesso

Só penso no deserto. Quero que seja logo sexta-feira pra pegar o avião rumo ao Atacama. Dezenove dias fora do Rio de Janeiro: 10 no deserto, dois viajando e sete bebendo em Santiago. Acho que vai ser ótimo, além do prazer da viagem, pra avaliar algumas coisas de longe. Preciso repensar um monte de coisas, mudar um monte de coisas na minha vida. Hoje isso ficou bem claro. Na volta do deserto pretendo voltar com a mudança já instaurada, sem precisar comunicar ninguém. Mudei, porra. Não gostou? Foda-se. Eu gostei.

3 comentários:

Carmen disse...

Hummm...não sei como serão as mudanças, mas sendo Roberta Carvalho, já gostei! ;)

Anônimo disse...

Santiago? Que delícia! Vá no bar Liguria, na providencia, beber pisco sour (http://liguria.cl/)! Ou na Peluqueria (boulevard lavaud), antigo cabeleireiro, agora bar - um espetáculo no bairro brasil (http://www.boulevardlavaud.cl/)!

Ana disse...

Cuidado com os taxistas de Santiago, uns gostam muito de enrolar turistas. Tente combinar o preço antes da corrida e tente ter sempre o dinheiro certo. Notas de valor alto são um convite para te enrolarem...
E no quesito bebidas, se vc encontrar um lugar que faça um bom pisco sour, vale a pena experimentar.
Há umas lojas de departamentos em Santiago di-vi-nas! Preços bons, muitas marcas...
A casa de Pablo Neruda merece uma visita. Ao menos, ninguém vai dizer que vc só bebeu e fez compras, hehehe!
Boa viagem.